Biografia Simplificada

Nuno Miguel Almeida Santos Henriques, nasceu pela Revolução dos Cravos e caracteriza-se por um profissional rigoroso, exigente, pioneiro, exímio nos pormenores e muito perspicaz nas suas obras, pela sua capacidade de comunicar para atingir os focos da satisfação dos que o procuram nas diversas vertentes.

Licenciado em Ciências Sociais/Psicologia Social, além de outras formações como História, tem também formação pós-graduada e avançada em Imagem, Protocolo e Organização de Evento, Apresentação de Televisão e Marketing, além do Curso Superior de Ação Social e frequência ao nível pós-graduado na área das Ciências Políticas, no ISCSP da Universidade de Lisboa.

Trabalhou em assessoria e consultadoria governamental, municipal e empresarial e é pontualmente professor convidado em instituições de ensino superior. Foi igualmente docente no ensino secundário e profissional (público e privado), exercendo também funções de formador (Protocolo e Voz/Comunicação, entre outras áreas e disciplinas), consultor e assessor de Imagem, de Comunicação e de Protocolo em diversas entidades.

É um criativo artístico e cultural, bem como autor de diversas obras escritas de temáticas diversas.

Exerceu funções de autarca de vários municípios e foi adjunto/assessor de Presidência de Câmaras Municipais, tendo desempenhado cargos e funções partidários de âmbito local, distrital e nacional, mantendo sempre a sua independência ideológica como pensador com crítica construtiva e livre.

Foi autor de diversas moções, principalmente política cultural.

É docente e consultor de política social, cultural e de comunicação e formador/palestrante/orador convidado e visitante das mais dispares entidades públicas e privadas, nacionais e estrangeiras.

Detém o Certificado de Formador qualificado pelo Conselho Cientifico-Pedagógico de Formação Contínua, do Ministério da Educação, e de Formador do Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Desenvolve uma intensa atividade cultural, como autor e diretor de diversos eventos culturais, pedagógicos e artísticos, apresentados nos principais palcos nacionais.
Trabalhou nos principais palcos portugueses como o Teatro Nacional, Parque Mayer, Sá da Bandeira, Rivoli e em praticamente todos os palcos de teatros e auditórios portugueses em mais de 500 localidades, onde se incluem cerca de 400 estabelecimentos escolares em todo o território continental e Regiões Autónomas.

Apresentou-se em eventos culturais e formativos em todos os distritos e ilhas dos Açores e Madeira, bem como em alguns países na Europa e África.

É escritor/autor cooperante da Sociedade Portuguesa de Autores, tendo também a Carteira Profissional de Encenador e Artista nº 2501 de 1993 do SIARTE/UGT.

Teve programas de sua autoria e apresentações em rádio, onde além dos de poesia, teve um de entrevistas/conversas a personalidades políticas e sociais e fez programas culturais/poéticos na Rádio Renascença (diariamente) e na Rádio Alfa, em Paris, para os emigrantes, e em doze rádios regionais, além de presenças assíduas em televisão e online, estando na vida pública desde os 13 anos.

Foi objeto de centenas de notícias e reportagens e inúmeras entrevistas quando atingiu dimensão nacional ainda em jovem, tendo sido pioneiro em criar eventos pedagógicos sobre Poetas/Autores Portugueses, História de Portugal, 25 de Abril, Inglês, Matemática, entre outros.

Ao longo de anos credibilizou o seu trabalho, com crescimento e empenho, sendo hoje respeitado enquanto criador e agente cultural, especialista em Protocolo e Comunicação Oral.

Como Diseur de Poesia, ganhou notoriedade nacional e internacional, com a declamação/interpretação de textos de autores lusófonos em centenas de eventos e recitais poéticos nos mais emblemáticos e conhecidos locais do país, como o Mosteiro dos Jerónimos, Monumentos, Museus, Palácios e outros espaços de referência, com uma descentralização única por aldeias, vilas e cidades de todo o território, com assinalável êxito.

Trabalhou para públicos institucionais, desde Chefes de Estado Republicanos e Monarcas, aos simples cidadãos das aldeias esquecidas nas terras lusitanas, tendo feito até hoje a maior itinerância poética em Portugal, depois dos mestres João Villaret e Mário Viegas.

Editou 13 CD´S, livros e até uma edição de Vinho Poético, homenageando diversos poetas como Eugénio de Andrade, Fernando Pessoa, Amália Rodrigues, Américo Durão, António Aleixo, entre outros. Editou ainda um CD com canções e Fados-Canção intitulado “Canções da Minha Infância”.

Participou/colaborou com alguma regularidade em programa de televisão e rádio.

Faz coordenação Protocolar, sendo presença assídua na comunicação social como um especialista em Protocolo e Comunicação Contemporânea, tendo lecionado formação para mais de quatro centenas de autarquias nas últimas décadas.

Foi Diretor do Instituto de Artes do Espetáculo durante seis anos, de 1995 a 2001.

Considerado um profissional dedicado e invulgar pelo empenho que coloca em todas as tarefas, foi considerado um “homem dos sete instrumentos” pela pluridisciplinar forma de agir em diversos campos profissionais, sendo-lhe reconhecidas capacidades de gestão, organização e empreendedorismo.

Foi criativo de diversos textos representados em peças de teatro profissional, tendo escrito originais de publicidade, cinema, rádio e televisão, além de letras para fados e canções.

Fez publicidade e deu voz a diversas campanhas e programas de sucesso, sendo uma Voz conhecida pela sua forma singular e timbre muito peculiar.

Colaborou como cronista e comentador na comunicação social escrita, radiofónica e online.

É diretor da Casa Museu com o seu nome, na Beira Baixa, que tem uma exposição permanente e é também um Alojamento Local.

Conferencista assíduo em estabelecimentos escolares, autarquias e associações, participa ainda com regularidade em Encontros Literários, Feiras do Livro, Lançamentos de Obras/livros, Júris de Concursos e outras atividades dinamizadas em todo o Portugal continental, Regiões Autónomas e Comunidades.

Também participou em exposições de obras plásticas com obras suas, em diversos locais, tendo sido a primeira exibição individual de quadros/pinturas suas no ano 2000 na Universidade da Beira Interior.

É diretor da Embaixada do Conhecimento, com atividades regulares em todo o país de formação e consultadoria, além do Teatro ABC-Companhia Nacional de Teatro Português, com eventos teatrais, culturais e artísticos.

Definindo-se hoje por ter um pensamento diferente, que se tem comprovado como inovador e no rumo certo, muitas vezes antes do tempo certo e só posteriormente reconhecido, tem pautado o seu percurso pela proximidade, credibilidade e diferença, tendo igualmente desde jovem sido dirigente associativo em diferentes coletividades.

Pertenceu e colaborou com várias plataformas de Think Tank, nas áreas da cultura, conhecimento e turismo.

Foi Padrinho de Marchas Populares de Santo António em Lisboa, transmitidas em directo pela televisão, além de Padrinho do Carnaval da Neve, entre outras atividades congéneres.

Foi o Autor da Mensagem Oficial do Dia Mundial do Teatro, lida em todos os palcos e televisões do país no ano de 1995, como jovem revelação.

Tem uma forte intervenção cívica e na construção de ideias inovadoras para a sociedade contemporânea.

Na prática é bem diferente, sendo um somatório de experiências multidisciplinares, uma garantida de excelência, qualidade, lealdade aos valores, inovação e sucesso nos vários domínios profissionais e sociais que abraça com uma cidadania ativa que, com dedicação, faz acontecer.

“Porque na Prática, é Diferente…”

 

Professor, Artista, Consultor e Pensador